Necmettin Şahiner

Bediüzzaman algumas vezes preferia o formato pergunta-resposta a escritos em forma de diálogo.

Por exemplo, nos artigos “Verdades da Luz” (Lemeân-ı Hakikat) e “Acabando com a Desconfiança”, nos dois substantivos “vehim” (medo, angústia, reocupação) e “irşad” (orientação”, há duas personalidades. Vehim ao perguntar, İrşad oferece respostas esclarecedoras. Ao longo das páginas continuamente essas conversas com perguntas e respostas são sempre feitas so feitas sobre a “União da Comunidade de Muhammad” (İttihad-ı Muhammedî Cemiyeti).

E também, em uma dessas conversas, Vehim pergunta a İrşad:

Vehim: “Essa Comunidade (İttihad-ı Muhammedî Cemiyeti), diz alguma coisa sobre separação de uma outra religião. Acaba com o ódio e com a competição.

İrşad: “Nas questões sobre a vida póstuma, por não haver inveja e discussões nesta comunidade, debate e competição, reverenciar a Deus é como falsidade e discordância.” (tradução absurda)

Saniyen (segundo): “Por amor à religião e pelo que consiste na razão de ser da comunidade, são duas condições com que toda a santidade e também nós nos unimos a ela.”

Primeira Condição: “Preservar o que é compatível com a religião.”

Segunda Condição: “Agir com amor, limpar a mancha de outra comunidade islâmica e tentar não se colocar acima de ninguém; o líder religioso da comunidade de ulemás deve transmitir o pensamento do povo. E não deve fazer uso de sua influência na comunidade para dominar ninguém. Até porque o sabor do poder político embriaga qualquer um e depois não se quer abrir mão dele.”

Salisen: “Uma comunidade que se guia sempre em nome de Deus nunca carrega consigo a animosidade. Pode até não ser bem sucedida. A Shariah não é um veículo para o desejo. Como Süreyya é uma esponja. Não se sacrifica por nada. Come-se como um cacho de uvas. Os que desdenham do sol que é o Islam, apenas anunciam a própria loucura.

Ei, vocês de grupos religiosos! O nosso propósito é a diversidade de grupos, e a união de todos pelos mesmo propósito. Abre-se um caminho-modelo e “não interfiro nisso, pois não me interessa”, que leva a dizer estas palavras. Alude ao segredo dessa divergência das quatro escolas de jursiprudência. Queremos serviço ao islamismo. Seja em qual caminho for.